51º dia

Dezembro 25th, 2007 by João Anacleto

Últimos três itens do comparativo

 

Segurança

Não é de se espantar que os dois carros tenham bons freios. Afinal, assim como foram projetados para acelerar sob o comando de motores maiores, também têm esse “plus” na hora de parar. Mas a sensação de segurança quando se freia de repente é maior no Punto.  Nesse quesito a única questão que se sobressai é que o “nosso” Punto tem ABS, no entanto, o C3 só dispõe do acessório na versão 1.6 16v, não na 1.4 comparada. Por outro lado, como você pôde acompanhar, o equipamento, depois do rádio e do miolo da chave, foi o terceiro a apresentar problemas de funcionamento. E é um equipamento opcional, que custará R$ 2 559 a mais ao carro, juntamente com air bag duplo, que vem de série no C3 1.4. Assim ele já ultrapassa o valor do C3 básico indo para R$ 45 269 contra R4 44 760. Mas como com segurança não se brinca, ponto para o Punto.

Em iluminação, os dois carros se equivalem. Eles têm canhão de facho único nos faróis dianteiros e sem possibilidade de serem ajustados internamente, mas me senti mais seguro com a iluminação do C3. Outro ato que desagrada é a impossibilidade de ambos manterem o farol baixo ligado quando se aciona o farol alto. Ambos trazem faróis de neblina de série, mas não há luz traseira para esta intempérie no Punto. Além do que a luz de ré do Fiat, posicionada na extremidade inferior do pára-choque traseiro, peca pelo tamanho.

Por dentro, só o Punto traz encosto de cabeça para o quinto ocupante traseiro, e a visibilidade dinâmica ao volante é um pouco melhor. Sua lente retrovisora lateral tem 21,2 cm de largura e 11,5 cm de altura, contra 15 cm e 10,8 cm respectivamente do adversário. Contudo, o C3 tem suas benesses. A posição de dirigir mais elevada e a maior área envidraçada do C3 compensam essa sensação. Enquanto o Punto “abraça” o motorista, o C3 o deixa mais “a par” do que se passa à sua volta. Sendo assim, nesse quesito não tenho vergonha de declarar o empate entre ambos, aptos a lhe fazer sentir bem seguro a bordo.

Citroën 3 x 5 Fiat

 

Conforto

Tenho sérios problemas com isso em alguns carros que tenho o dever em testar e esmiuçá-los aos amigos leitores. Com mais de 1,90m não é fácil sentir-se bem em carros feitos para pessoas “normais”. A partir daí, o jornalismo ensina que se você não é, nem tem referência própria para reportar, que procure quem tenha. Convidei dois amigos, uma mulher de 27 anos e um homem de 25 anos, ele com 1,78 m e ela com 1,69 m para me dizerem sua impressões sobre os carros.

De cara, os dois bateram o martelo em favor do Fiat. Simplesmente sentiram-se em um carro melhor. Mais bem acabado, com tecido nas portas painel de fácil leitura e detalhes que realmente conferem uma sensação maior de qualidade, como um console mais robusto, melhor pegada no volante e sistema de som mais potente que o do C3. Mas conforto não é só isso. É sentar no carro e se sentir, digamos aconchegado nele. Fato que vai desde a maciez e materiais usados nos bancos, até se ele lhe cansa em ficar na mesma posição.

Munido de uma trena nas mãos, fui medir o tamanho dos bancos, e o que pode parecer simplista fez bater o martelo. Tudo bem que o C3 já vem com couro de série, ponto para ele. Mas seus assentos deixam a desejar em maciez, principalmente para quem vai atrás. A inclinação da parte dorsal é menor, fazendo com que os ocupantes viajem quase eretos. A medicina aplaude, mas o conforto berra. O assento traseiro também tem problemas. Além de ser mais curto que o do Punto em comprimento com 1,21 m contra 1,22 m, ele também deixa apenas 43,5 cm de suas pernas apoiadas no mesmo, contra 48 cm do Fiat. 

Para quem dirige a diferença também é grande.  O assento do Punto tem52 cm de largura e 54 cm de comprimento, contra apenas 48 cm de largura e 51 cm de comprimento do C3. Este poucos centímetros fazem diferença, sim. Isso sem falar que os bancos dianteiros do Punto têm uma espécie de abas laterais que parecem moldar seu corpo ao carro. É quem melhor fazem essa fusão “homem+máquina”, mesmo com uma posição de dirigir menos privilegiada. Eu, por mim e meu tamanho, achei o C3 mais confortável, por seu teto alto e sua regulagem de assentos que parecia ser feita para o meu porte. Mas com jornalismo não se brinca nem com os números. Vitória do Punto.

Citroën 3 x 6 Fiat

 

Ponta do lápis

Ou da caneta, ou do teclado, você escolhe. Comecemos pelo consumo. O C3 bebe menos. Nas medições que fizemos utilizando apenas álcool, o carrinho da Citroën fez média de 9,6 km/l, em um percurso de 380 km que teve 100 km rodados em rodovias e o restante no trânsito caótico de São Paulo. Enquanto com o Punto, no mesmíssimo roteiro, não ultrapassei a média de 8,9 km/l. 1 a 0 C3.

Quanto ao preço do seguro, quase um empate técnico. Segurado ao valor de R$ 41 746 contra roubo incêndio e acidente, por um homem com idade entre 30 e 35 anos, morando na Zona Sul de São Paulo, que rodará mais de 20 000 km por ano e que guarda o carro em garagem tanto no trabalho quanto em casa, o preço será de R$ 3 214,00 anuais. Já o C3 em condições idênticas, só que segurado ao valor de R$ 44 761, sairá R$ 3 823 por ano ao seu dono. 1 a 1.

Em novembro de 2007, última medição mensal completa que temos acesso, a Fiat vendeu 3 414 Punto contra 2 582 Citroën C3. O carrinho da Fiat também não parece que repetirá o fiasco de outro “semi-médios” que a fabricante lançou ao longo da história, como Tipo e Brava. Além disso, hoje, dia 25 de dezembro, este C3 não é tão vantajoso, já que será reestilizado até o meio do ano que bate às portas. A bem da verdade, o C3 não perde tanto valor no período de um ano. Pode-se encontrar um carro idêntico ao testado, ano 2006/2006 por R$ 39 500, R$ 5 000 a menos que um 0 km. Ainda não há esse dado sobre o Fiat, mas pelo que conheço, creio que ele não perca valor demasiado, além do que perde o C3. Fiat 2 a 1. 

Citroën 3 x 7 Fiat

PS – Desculpem a falta de fotos, é que tive problemas com o meu computador pessoal onde elas estavam armazenadas.

Caso você queira outras avaliações escreva em seus comentários. Entramos em recesso hoje e a partir do dia 3 você terá mais opiniões sobre o Punto neste teste dos 100 dias.

Feliz natal e feliz ano novo a você!   

Posted in Conforto, Mercado, Segurança

90 comentários

  1. Leonardo

    De onde vc tirou que Tipo e Brava são semi médios? São médios sim e contemporaneos de Golf, Astra, Kadett, Escort,etc

  2. victor

    ótimo comparativo, tem como faz um Polo x Punto?

    o conforto/posição de dirigir do punto é realmente fantastico. as vezes fico pensando em algo pra fazer pra dirigir o carro um pouco mais (sério!!)

  3. marcos v.

    Concordo com vc Victor, só quem tem um Punto sabe disso !!!!

  4. Rodrigo

    Um comparativo entre o Polo X Punto seria ótimo. Assim decido de uma vez qual dos dois terei na minha garagem.

  5. Victor

    por que não também um comparativo Punto X Focus seria muito bom.

  6. Marcelo

    Muito bom o comparativo. Sou a favor de que o próximo seja entre o POLO X PUNTO.

  7. Mauro Marques

    Mto boa a goleada do punto!! “EU JÁ SABIA” hahaha

    aprovado o primeiro teste, vamos para o 2º com o polo…

    um abraço a todos e viva 2008

  8. Rodrigo

    Neste proximo começo de ano tb decidirei se compro o punto ou polo. Espero ansioso pelo teste entre os dois! Já tive oportunidade de andar nos dois e fiquei muito dividido…ainda não sei qual levo!

  9. fred

    Acho o confronto entre polo X punto muito válido, pois a maioria das pessoas tem duvida na compra entre esses dois modelos.

    Achei o seguro de ambos(C3 e punto) muito caro.

    Gostaria de saber de alguem de BH(Minas Gerais) que tenha feito o seguro e qual o seu valor e onde fez… so para eu ter uma ideia do valor aqui de MINAS.

    No mais, foi um otimo teste e que venha outro.

  10. Reginaldo Jr

    Seguro - se ajudar para alguém… seguro novo para condutor 28 anos, morador da ZO (Osasco), até 20.000km por ano, com garagem no trabalho e na residência sai por R$ 2.000,00 pela Porto Seguro e por uma tal Azul Seguradora (dizem que é do grupo porto seguro) sai R$ 1250,00 ambos com fraquia de R$ 1.580,00

  11. Reginaldo Jr

    Rodrigo, é uma boa dúvida mas existe uma diferença grande de valores… também tive esta dúvida, mas o Punto ganhou… pq não pensa em um Punto HLX 1.8 (não é o sporting) acho que não se vai se arrepender.

  12. Jair

    Como de Fato o Fiat Punto esta mesmo fazendo juz aos premios conquistados na Europa e recentemente aqui no Brasil e na America…Chegou assumindo a liderança de seu seguimento onde temos representantes como VW Polo e Citroën C3, e mesmo que não feche o ano na liderança no seu segmento o sucesso dele já é garantido… Falando em concorrencia fiquei sabendo que o Punto não sera mais o unico “Sporthatch” do mercado a partir de segundo semestre do ano que vem, a GM pretende lançar o novo Corsa (design europeu plataforma do atual adaptada como Opel Astra/Vectra GT que possui plataforma do Astra atual)

    HUM E APROVEITANDO A DEIXA DOS PEDINTES, CARA FAZ AI O COMPARATIVO DO FIAT PUNTO COM O SEU CONCORRENTE MAIS DIRETO AQUI NO BRASIL (NÃO EM MOTOR E SIM EM PORTE, NA DISPUTA DAS DUAS MONTADORAS E PELO CONFORTO QUE OS DOIS OFERECEM), FAZ O COMPARATIVO COM O VW POLO…-

  13. João Anacleto

    Caro Leonardo. Utilizei o termo “semi-médios” porque estes carros nunca se firmaram no segmento dos médios propriamente ditos. Eram como hoje é o VW Polo, e brigavam nessa faixa de preço, intermediária entre os modelos de entrada e os médios. Nunca competiram, digamos, diretamente com Golf ou Astra. O Kadett é outro tipo de carro desse segmento. É que à época ainda não tinhamos o conceito do que seria um hatch médio. Valeu?
    Aos outros amigos, vamos preparar um outro comparativo em breve, no entanto creio que seja mais pertinente comparar com o VW Polo do que com Ford Focus. Ok?
    Abraços a todos e estamos sempre a sua inteira disposição!

  14. Giovane Oliveira

    Excelente comparativo! Comprei um Punto ELX 1.4 este mes e concordo com praticamente tudo o que foi dito! Tambem dirigi e fiquei com muita duvida em relacao ao C3, mas pesou a favor do Punto o fato de o C3 estar esperando uma reestilizacao, e o design mais esportivo.. Mas gostei muito do C3 tambem, mais que do Polo..

    Gostaria de ver um comparativo Punto x Focus.. Pois este é um excelente carro, de “categoria superior”, com otimo custo x beneficio, e que vai dar muito trabalho pro Punto! So nao o levei mais em consideracao para compra por causa das altissimas taxas de juros da concessionaria Ford local..

  15. Gustavo

    Na realidade o Fiat Tipo chegou a ser o carro mais vendido do Brasil, superando até mesmo o Gol por um tempinho. Parece difícil acreditar nisto hoje, mas basta fazer uma pesquisa para verificar. E prova de que o Tipo vendeu muito, é que até hoje vemos alguns nas ruas, em proporção semelhante ao Golf antigo (o quadrado). Como ambos eram importados, é claro que não chegaram a superar o Kadett, mas venderam bastante sim. Já o Brava sim, este não vendeu tão bem quanto poderia. O carro era bom, mas morreu prematuramente, uma pena.

  16. Jair

    Então só colocando a minha opnião sobre os semi-médios (que na realidade são os famosos Compactos Premiuns), pra mim o Fiat Punto, assim como VW Polo, Citroën C3 e o antigo VW Logus são sim Semi-Médios, mais Tipo e Brava eram médios de verdade, tanto é que eles eram comparados com VW Golf III (no caso do Tipo) e IV (no caso do Brava), com Astra, com o Escort e Focus da Ford…

  17. diego

    esse negócio de copacto premium é só p/ enganar o consumidor, o marketing faz um “premium” um status acima …besteira é só p/ deixar o carro mais caro, outro dia vi um punto um stilo e um palio , até pensei que fosse um teste da fiat, e percebi que o punto esta muito mais pro stilo do q pro palio, logo de compacto o punto não tem muita coisa não

  18. Rodrigo

    Reginaldo, então estive olhando mesmo…a diferença até que não chega a ser gritante dos preços, mas exatamente o que ainda me divide entre os dois é a motorização do punto, o 1.4 ao meo ver é muito fracopara este carro. apesar de ser boa pedida, mas prefiro algo mais potente. E quanto ao 1.8 é antigo e beberrão! Economia tb conta…quanto ao motor o polo ao meu ver ganha sim! Mas na aparencia o punto…e por ai vão as duvidas! uhauhahua Tá complicado!

  19. Reginaldo Jr

    Rodrigo, eu ja passei por isso… boa sorte na escolha! so um lembrete, não esqueça de ver alguns itens de despesas do carro com seguro, não leve em conta apenas motorização, pois a industria das multas está a todo vapor e o transito urbano. Ah mais uma sugestão, faça um test drive de ambos os carros e tire todas as sua dúvidas.

  20. Lucas

    Test drive não tira dúvidas. Ainda mais com o vendedor na sua orelha tentando te confundir e só elogiando o carro.

    O problema é que eu e muitos achavam que o Punto seria “o carro”, bom em todos os sentidos (ou pelo menos nos mais relevantes). Mas o motor deixou a desejar, e eu estou que nem o Rodrigo… Quero comprar um bom carro, mas cada um tem um ponto fraco RELEVANTE:

    Polo: acho feio e muito parecido com o Gol.

    Fox 1.6: custo-benefício ruim (um completo é o mesmo preço do Polo e é de categoria inferior do que ele).

    Punto 1.4: motor fraco para o carro.

    Punto 1.8: beberrão.

    Novo Ka 1.6: acabamento interno ruim, além do que irá se confundir com os 90% a mais de 1.0 na rua e ficará muito comum (baixo status).

    Focus 1.6: saindo de linha (alta desvalorização)

    Vida de consumidor de carro no Brasil não é fácil.

  21. Flavio

    Lucas

    Ja q vc esta insatisfeito com tantas opções (ja q nem uma te agradou) pq vc naum pensa em New Civic, Fusion, Jetta. Talvez com algum desses carros vc fica mais tranquilo, pois são atuais e oferecem grandes tecnologias.

  22. Lucas

    Flavio seria um passo maior do que as pernas estes carros pra mim hoje.

    Mas certamente a escolha seria mais fácil. O problema são as opções de carros na faixa de preço de 35 a 50 mil. Claro, não citei os pontos fortes de todos eles, mas o problema não é isso, como frisei são os pontos fracos (todos com um bastante relevante pra mim).

    Acho que vou esperar mais pra trocar de carro. Vamos ver o novo 207, gol, corsa, C3, etc. Daqui um ano espero ter um carro mais equilibrado.

  23. Edson

    Pessoal,
    Tenho acompanhado este teste e os comentários com bastante interesse pois comprei um punto 1.4 ELX no dia 20/12, o carro vai demorar uns 30 dias para chegar pois a fila está longa!. Eu fiz o teste drive no punto, no fiesta e fui ver o polo na concessionária.Pra mim a questão emocional falou mais alto que o racional, pois pelo racional eu teria comprado o fiesta ompleto (class) pois tem otima relação custo-beneficio e estava em promoção na concessionária por R$ 39.000,00.Mas carro é paixão e me apaixonei pelo punto a primeira vista, paguei R$ 43.200,00 com CD MP3 e chave canivete com Telecomando.Apesar das críticas ao motor tenho certeza que será mais do que adequado para minha necessidade pois também estou saindo de um Gol 1.0. Qto ao Polo, sem dúvida é um excelente carro mas tem um seguro mais caro e o design na versão basica não empolga, já na sportline fica bonito mas o preço…Enfim acredito que fiz uma excelente compra e não vejo a hora do carro chegar!!!

  24. Reginaldo Jr

    Lucas, vai morrer esperando… no Brasil os carros são carroças ! o jeito é escolher um desses e entregar pra deus ou pra cachaça ou desembolsar um pouco mais.

  25. João Anacleto

    É isso mesmo Gustavo. Se não me engano, o Tipo superou até o VW Gol no mês de janeiro de 1997. O meu tom de “fiasco” para o carro é pela trajetória, a qual a Fiat não soube dar caminho. O carro morreu igual ao Marea, vendendo muito pouco durante um longo tempo. Isso sem falar dos problemas elétricos que chegaram a dar-lhe a péssima pecha de “o carro que pega fogo”.
    Abraço.

  26. Gustavo

    Pois é João, a Fiat tropeçou muito na última década, mesmo tendo carros bons. Achei imperdoável a saída de linha prematura do Brava, que ainda hoje é um modelo bonito. O fato de não terem um motor intermediário entre os pequenos Fire e os importados Fivetech pesou muito, pois o consumidor brasileiro sempre tenta associar segurança (motor nacional, conhecido) com desempenho (coisa que o Fire 1.4 fica devendo). Quem sabe o tal 1.9 16v vem pra mudar isso, mas honestamente eu gostaria de ver um 1.6 no Punto. Seria o motor de entrada ideal, aliando economia e desempenho satisfatório.

  27. Elisson Furtado

    Pessoal, compramos o Punto ELX 1.4 pensando justamente na economia de combustível, já que na estrada do Fiesta 1.6 Flex manda muito bem. Acho que o grande problema dos outros carros é não oferecer a oportunidade de ABS + Air Bag na faixa de R$ 45.000,00! Mas o Brasileiro não se preocupa muito com segurança… E as indústrias então só disponibilizam o item nas versões completas que aí encarecem demais…

  28. Marcus Rocha

    Caro Fred!
    O seguro do Punto de uma maneira geral é baixo, é evidente que depende do fator risco.O índice de reparabilidade do Punto dado pela CESVi é o mais baixo de todos os carros FIAT: 16. O seguro do meu Punto no valor de 42500 reais foi de 1.395 a apólice com uma franquia de 790. tenho 41 anos, casado, garagem em casa e no trabalho, 12 a 20 mil Km por ano. Segundo meu corretor o seguro poderia ser bem mais baixo, porém teve um motorista adicional com idade de 23 anos que aumentou o risco. Ah sim!! rodo em Barbacena Minas Gerais.

  29. Marcus Rocha

    Caro Elisson Furtado,
    A FIAT vende o pacote AIR BAG COM ABS por 2500 reais(aproximadamente), o que fez e fará muita montadora reduzir seus preços e melhorar os seus pacotes de venda. Gol ou melhor Punto para FIAT!!!!!!!!!!!!

  30. marcos v.

    EDSON,
    Parabéns pela compra!!!
    Estou com o meu há 3 meses, e estou muito satisfeito, no começo vc irá estranhar um pouco o ruído do motor , mas com o tempo vc se acostuma. Já fiz 2.000 km e agora que estou sentindo o carrinho mais solto , o motor muito elástico, posição de dirigir que não cansa, enfim só elogios , não leve em conta os comentários negativos , pois que os faz, não possui o carro . tenho certza que vc não sentirá saudades do seu ” GOLZIM ” rs.
    Abraços.

  31. fred

    Marcus, muito obrigado pela atenção.
    Meu dilema agora é 1.4 ou 1.8 :)
    Ver qual terá melhor custo beneficio para mim… pois pelo que vi a diferença de consumo entre os 2 é muito pouca…
    O seguro e ipva do 1.8 é que estão me fazendo pensar em qual pegar…

    Obrigado

  32. alexandre macedo

    galera já tive um polo,e atualmente tenho um punto vermelho,lindo de morrer e posso garantir aos indecisos,comprem o punto que é muito superior ao polo em todos os quesitos,aliás não é por acaso que a fiat é lider á vários anos,os seus veículos estão anos luz á frente da concorrência.

  33. Jair

    Fred,

    Se vc não estiver apressado em comprar um carro, quiser pegar um carro mais potente e puder esperar mais um pouco (uns 9 ou 10 meses), eu aconselharia vc fazer o que eu estou fazendo, esperar a Fiat colocar o novo motor 1.9 16V (que vai estrear no Linea no primeiro semestre do ano que vem) no Punto…Sinceramente, eu sou apaixonado por esse carro desde que ele ainda era projeto da Fiat em 2004 na Europa, desde então venho acompanhando a sua repercusão em diversos países, mais só aqui no Brasil eu não fiquei satisfeito com a versão top dele…dai o pq de eu estar esperando a versão um pouco mais potente que a 1.8…qndo sair o 1.9 16V com certeza serei um dos primeiros a pegar…

    Vale tbm lembrar que há rumores de que a Fiat aqui no Brasil, está de posse de 15 propulsores 1.4 16V Turbo, o mesmo motor que equipa o Abarth Grande Punto e as versões Top do Bravo na Europa (nesses 2 modelos o torque é diferenciado, já que a proposta do Abarth G. Punto é diferente da do Fiat Bravo). Acredito eu que esses propulsores venha a equipar uma versão ainda mais apimentada do Fiat Punto…

  34. fred

    Opa, Blz Jair ?

    Pois é… será que esses modelos irão custar caro ?
    Pois meu limite é 40 - 42 mil (compra como PJ)…

    Acredito que esses novos motores deverao sair por + de 50 mil, o que foge do meu orçamento…

    O que vcs acham ?

  35. Claudio K

    Os resultados do comparativo Punto x C3 demonstram a evolução da indústria automobilística. Hoje em dia, os quesitos conforto e principalmente segurança, são cruciais para o sucesso em um mercado tão competitivo. Com o Punto não foi diferente. Por ser um projeto novinho em folha, trouxe muitas inovações, colocando seus passageiros em primeiro lugar. Produto personalizado e muito completo, tanto de série quanto em n° de opcionais, faz o gosto de todo freguês, desde o que só pensa em ter um ótimo custo x benefício, até aquele que não economiza dinheiro para deixar seu brinquedinho um arraso - como é o caso do Blue&Me (sistema de comando por voz para som e telefonia celular, muito bem integrado ao veículo e de fácil utilização). Este opcional em específico deixa o Punto único. Nem o Omega da chevrolet (completíssimo) chega a ter algo parecido. Tenho visto as expectativas de novos comparativos em ouros comentários. É sempre bom comparar, mas não vejo o Polo um rival a altura do Punto. O C3, apesar da goleada ainda tem projeto mais evoluído que o Polo (com seu interior clássico sem grandes atrativos, design cansado e “quadradão”). Não vai levar muito tempo para o Polo ficar defasado para com seus concorrentes. O Focus nunca me agradou por ser Ford. Sempre achei a Ford muito carente de idéias para design. Não foi diferente no Focus. O interior de um Ford também não é dos melhores, sempre com muito mal gosto. Também acho que nem vale a pena tal comparativo. Nos tempos de hoje, o Punto é soberano. É REI!!!

  36. Elisson Furtado

    moçada, a nossa decisão em relação a compra do Punto era que em nosso caso, seria o 2º carro. Fizemos o test drive no 1.8 HLX e achamos que o ruído era elevado, o consumo um pouco alto e a faixa de preço (R$ 52.000,00 com air bag e ABS)fora da nossa proposta. Os outros 1.4 (C3, 206, palio e corsa) não apresentavam o mesmo acabamento e nível de conforto que o Punto. Os 1.6 estouravam a faixa de preço (acima de 50mil). a nossa preocupação era em ter o Air Bag e ABS, e o Fit que era o nosso “alvo primário” está sendo vendido com ágio aqui em BH. Se a proopsta é de ser o primeiro carro, o ideal é que seja o Punto 1.8, agora se é a opção do 2º carro, o Punto 1.4 ELX atende muito bem!

  37. Paulo Roberto

    Olá a todos.
    Este ano antes de trocar de carro estava em dúvida entre Punto 1.8(o 1.4 na minha opinião é bom no Palio), Polo Hatch e Polo Sedan. Montado o Punto, com Kit Convergence (Blue&Me+ABS+Airbag)mais vidros traseiros elétricos, o preço do carro foi a 51,500. O Polo Hatch com todos os opcionais, exceto Kit Tecnológico saia em torno de 50,500 e o Sedan na mesma situação perto de 52.000. A preferência inicial era o Punto, mas quando fui na Fiat para cotar o carro e pedir um desconto, ouvi do vendedor “olha, nesse carro não tem desconto não…ainda mais com esses opcionais. Se você quiser posso pedir pro gerente pra gente fazer o preço do site, pq aqui a gente está cobrando 1.500 mais que o site.” Foi isso que me fez desistir na hora da compra do Punto. No final, ficamos com o Polo Sedan com todos os opcionais de fábrica, Kit Tecnológico(Ar digital, Sensor de Chuva e retrovisor anti ofuscante), ABS+Airbag, Som Original, Milhas, Sensor de estac. exceto rodas por 49100. Não foi fácil o desconto ou achar o carro, que no final acabou saindo a pronta entrega. Posso garantir a todos que estou super satisfeito com o carro e não me arrependo da escolha. O som do motor é muito bom, parece que quer te instigar a pisar cada vez mais. O carro é mais imponente do que eu imaginava, hoje pra mim é até mais que o Punto. Continuo fã do Punto, mas enquanto a Fiat e seus revendedores não acordarem, não vou pagar a mais no carro ou mesmo o preço de tabela com tantas opções no mercado.

  38. Marcus Rocha

    Acredito que a versão 1.4 apresenta melhor custo benefício que o 1.8. Com certeza, o mercado vai mostrar isto. Se alguém precisa de tanto motor, o 1.4 turbo vai saciar os mais velozes.O motor 1.9 não deverá equipar o Punto e sim o BRAVO(lançamento previsto para 2009). Nas grandes cidades como BH e outras, há um número muito grande de radares(ainda vai aumentar mais), realmente não vejo necessidade de mais motor. O Punto é meu segundo carro e com certeza estou satisfeito com a proposta do carro.Acredito que o mais importante é que a FIAT já que pretende entrar na briga com os sedãs como o Linea, precisa melhorar muito em qualidade de acabamento. Neste quesito o Honda civic é muito bom!!!!!!! e o Corolla tb vai confirmar esta tendência com o novo modelo. Além de motores econômicos e potentes. Esta é a regra principal para o carro principal da família.

  39. Rodrigo

    PUNTO 1.4 x CORSA 1.4 estou na dúvida entre estes dois carros, porém alguém poderia me informar qual dos dois tem melhor revenda?
    O PUNTO 1.4 (VE;TE;DH:cor prata) sai 5mil reais a mais q o Corsa 1.4 porém vocês acham melhor o Corsa 1.4 ou o PUNTO 1.4? qual deles tem maior desvalorização?
    A única vantagem que vi no corsa em realação ao PUNTO foi a potencia no motor do Corsa que é melhor do que o PUNTO além disso o Corsa é mais barato, caso eu esteja enganado alguém poderia me passar mais informações desses dois carros?
    se alguém puder me responder fazendo um comparativo dos dois eu agradeço.
    Obrigado

  40. Ney

    Claudio K, graças a Deus você não deve ser um designer. “O Polo tem design clássico, sem grandes atrativos no interior” Tudo bem, mas no interior o Punto também fica para trás em design tanto em relação ao C3 quanto ao Focus e Fiesta. Estes três possuem os painéis mais belos da faixa de preço.
    O design da Ford, desde 1996 é um dos mais elogiados na indústria automobilística mundial. Ford Ka - vencedor de inúmeros prêmios mundo afora tanto interior, quanto exterior e de ergonomia - Ford Focus - seguindo a receita do Ka, também acumulou inúmeros prêmios de design. Basta notar que estes carros possuem quase 10 anos de mercado e ainda possuem design atualizado (vão ter atualizações agora, sendo que o novo Ka está muito bonito e o novo Focus, sem comentários, não existe um médio como ele no Brasil. Nem Audi nem BMW, nem Mercedes… Quanto mais os lixos de nossa indústria nacional…)
    E para finalizar, a Ford, na minha opinião possui os melhores produtos em quase todas as categorias:
    Sub Compacto: Novo KA ou a carniça do CELTA? Tá, põe o jurássico MILLE nessa comparação, hahaha
    Compacto: FIESTA, GOL G4 (horrível), PALIO G4 (aberração), C3 (bom design), POLO (bom design também), CORSA (velhaco e feio), CLIO(argh), PEUGEOT 206(velhinho mas ainda muito bonito e esportivo). Nesse caso, briga pelo melhor design externo frontal (POLO e 206), traseiro(FIESTA e 206), interior(FIESTA e C3).
    Médio: FOCUS (desatualizado, mas ainda muito bonito), PUNTO (pelo tamanho e preço, tem de estar nos médios, possui a traseira copiada do Focus), GOLF(ridículo este novo que parece um Gol), Astra(praticamente morto de tão velho no design cansado, principalmente interior), C3 (consegue brigar nas duas categorias devido ao preço e tamanho), 307(muito bonito e atual, mas muito caro), VECTRA GT(carissimo e plataforma do Astra).

  41. Ney

    Grande: FUSION(muito bonito, grande status, carro de “patrão”), C4PALLAS(bonito, mas estranho, design cansará logo), JETTA(parece um Polo)
    Pickup: RANGER(boa, mas destualizada), S10(muito feia), Hillux(bonita), Frontier(bonita), L200(frente bonita, traseira aberração).

    Bem, esta é a MINHA opinião sobre o design da maioria dos automóveis vendidos.
    Não levo em consideração a parte mecânica, onde em motores a GM perde feio tanto no VHC horrível quanto nos motores 1.8, 2.0, 2.2 que vieram do Monza e que equipam entre os carros atuais, o Punto e o Vectra GT.
    Nem a parte da suspensão, que atualmente de acordo com a crítica, os Fords possuem os melhores acertos para dirigibilidade. O único Fiat que está recebendo elogios é o Punto. Vectra GT muito macio para um esportivo (vai ver é esportivo para pessoas de mais de 80 anos, hahaha)

  42. Marcus Rocha

    Ney, acredito que a FORD tem criado modelos inovadores com belo design. Porém ela peca em um pós venda terrível, assistência técnica precária aliada a um acabamento ruim. Exceção estão os carros feitos exatamente fora do BRASIL. O Fusion e o Focus. O valor de revenda é ruim. Apesar de todo o esforço de vendas a FORD é a montadora nacional que menos cresceu no ano de 2007. Em recente publicação de revista especializada o KA foi o único que apresentou uma performace melhor segundo seus proprietários. O FOCUS apresenta boa relação custo benefício porque na verdade vende pouco e preço é a única forma de incrementar suas vendas. O ECO tb chamado por uma revista especializada de nheco!!! apesar de vendas expressivas, apresenta qualidade de construção ruim. Roupa de ECO e corpo de Fiesta. Consumo elevado e ruído interno crescente.É minha opinião e de muitos ex proprietários de carros da FORD. EM nome de redução de custos e mão de obra de qualidade técnica que não prima pelo rigor de qualidade(os carros de camaçari - mão de obra mais barata que São Paulo e diga de passagem menos organizada do ponto de vista sindical). Em todas as revistas especializadas, qual a montadora nacional que apresenta o maior índice de defeitos em carros produzidos em números proporcionais?????????? Não é difícil dizer. Um abração………

  43. Lucas

    Ford x Fiat?????? Que tal ampliarmos o debate.

    Eu também não acho que a Ford peca no design não. A minha opinião é que ela, Peugeot e Fiat vêm sendo as melhores nos últimos anos. Acho a VW e a GM bem mais conservadoras e ultrapassadas neste item.

    Quanto ao acabamento interno, tirando os carros de maior porte, TODOS tem acabamento sofrível. Ver um Prisma iternamente chega a ser ridículo. Tá pior que meu ex Corsinha 98! Meu 206 tem ruído interno alto porcausa do excesso de plastico mal encaixado. E pelo que leio a Eco e o Fiesta também estão pecando muito no acabamento.
    Já vi comentários falando mal do acabamento do Punto, mas, apesar dele perder para o C3, achei muito bom. Daria vantagem pra Fiat neste quesito.

    Agora motor (considerando eficiência, ou seja, desempenho e consumo). Ford e GM ao meu ver estão na frente. Renault e Peugeot também estão bem.

    Valor de revenda e manutenção: VW indiscutivelmente (apesar de ter seguros mais elevados. Ex: parati, golf, gol dos 1.0). Ponto fraco da Ford e dos franceses.

    Por fim: marca mais forte. Quem se arrisca? Ainda nos dias de hoje vejo preconceito com a Fiat. Acho que a VW está na frente, por sua história, não por mérito.

    A briga é boa. Cada uma com seus pontos fortes e fracos.

  44. Lucas

    Esqueci dos japoneses, mas eles competem mais nas categorias maiores, o que não é o caso aqui. Seria mais fácil falar apenas do Fit, o carro mais equilibrado, mas que não mexeu com meu lado emocional.

    E esqueci taém de mencionar o design da Renault. Os donos de Renault que me perdoem, mas que carrinhos feios (Logan, Twingo, Clio sedan). Salva-se apenas o Megane.

  45. Elisson Furtado

    Lucas, a indústria nacional tem muito que aprender com os japoneses, assim como os japoneses também precisam entender que sedã tem que ter porta malas… O Honda Civic é hoje o design mais bonito do país. Os motores japoneses (honda, Toyota) são potentes e econômicos, e a gama de equipamentos atinge também itens de segurança. Os franceses também apresentam um bom nível de conforto e equipamentos, mas entra no esquema de pacotes. Realmente existe um preconceito contra carros da Fiat porque sempre tiveram acabamento sofrível, mas o Punto tem um acabamento superior (poderia ter menos plástico, mas ainda assim é melhor que a linha pálio). Em relação a Ford, o que tem sustentado as suas vendas são os bons motores zetec rocam, apesar de serem beberrões na cidade… Mas como exigir mais da indústria automobilística num país em que o carro mais vendido há mais de 20 anos é o GOL??!!! Até hoje o carro tem motor LONGITUDINAL… Modelos antigos vendem mais do que grandes lançamentos (mille x punto, por exemplo)e a Renault fica inventando de trazer velharias em detrimento de modelos atualizados (logan x Clio III)… O brasileiro precisa exigir mais dessas nossas indústrias automotivas.

  46. Flavio

    Eu queria saber qual compensa mais comprar entre: Astra x Stilo. Qual desses dois compensa mais, qual tem melhor relaçao, qual tem menos gastos (seguro, peças, combustivel).
    E entre: Fiesta x Fox , tbm as mesmas comparaçoes, qual vale a pena, de cada um desses dois comparativos?

  47. Robson BH

    Voltando a discussão para o Punto: vários comentários estão direcionados para a opinião de “motor 1.4 de 85 cavalos é fraco para o carro”. Mas várias versões européias do Grande Punto tem motores de 65 a 77 cavalos.
    Afinal, o carro é fraco ou o povo aqui é mesmo “pé de chumbo”? O que vocês acham?

  48. Juliano

    Hoje eu fiz o tão esperado test-drive no Punto. Foi dificil conseguir fazer o test. Fui numa concessionária, não tinha o carro(fiquei esperando quase 30 minutos para escutar isso!!!)

    Depois fui em outra, em outra cidade., o gerente não estava para assinar a requisição para abastecer, me pediram para voltar no dia seguinte. Pacientemente fui hoje e consegui dirigir.

    Porém queria dirigir o 1.4(eu tenho um Polo Sedan 1.6) e queria ver se o motor é fraco mesmo. Não tinha 1.4 para dirigir, apenas o 1.8. Resolvi dirigir esse mesmo.

    Minhas impressões:

    Não gosto muito de carros hatch, por isso tenho o Polo Sedan, porém me senti bem no Punto. Achei espaçoso. Não gostei do console central. Aquele arco cromado com acabamento “piano” suja pra caramba e acho que dá uma quebrada na harmonia do painel. Quanto ao volante achei mto bacana, e também o painel de instrumentos. A posição de dirigir é mto boa, vc se sente mto a vontade dentro do carro, se encaixa bem no banco.

    Direção achei um pouco estranha! Achei meio pesada(a do polo é mais leve)! E parece que passa mto as imperfeições do solo ao volante.

    O cambio achei mto bom também, engates legais e pouca coisa diferente ao do Polo. Ainda fico com os engates do Polo.

    Suspensão eu gostei também. Sem querer puxar sardinha pro meu carro, no caso o Polo, mas em curvas eu senti mais segurança no Polo do que no Punto. A diferença é pouca, mas há!

    Qt ao motor 1.8, achei mto, mas mto parecido com a do meu Polo 1.6. Acho que o Polo tem uma saída um pouco mais rápida(deve ser as relações de marcha mais curtas, eu acho!!) O torque do 1.8 achei ótimo!!

    Gostei muito do Punto, design interno bem moderno. A trazeira eu acho que já está um pouco cansada por causa do Focus. Isso acontece também com o Polo Sedan pq é bem parecida com a do Corolla. De longe vc n sabe direito se é um Polo Sedan ou um Corolla que está a frente. Agora com os Jetta nas ruas, é fácil confundi-los também (ruim pros donos de Jetta, e mto legal para os donos do Polo sedan :P )

    Uma coisa que eu achei um absurdo foi que os vidros trazeiros elétricos são opcionais! Pô num carro como o Punto isso tem que ser junto com o pacote(como no Polo). Pra ter uma idéia eu constatei isso num Punto completão que tinha lá. Com ABS, Air Bag, teto solar, e manivela nas portas de trás?? Ahhh não!!!!

    Outra coisa que eu achei de extremo mal gosto foram as maçanetas internas pintadas em vermelho, um friso vermelhão no painel e os cintos também vermelhos. Jesuis que coisa horrível!! Po poderiam ter colocado uma maçaneta cromadinha neh?

    Para concluir, gostei do punto 1.8 tanto quanto do Polo.

    Acho que a escolha aí fica na impressão de dirigir os dois carros.

    Essas opiniões que coloquei aqui foram discutidas entre eu, meu irmão, meu tio e meu vizinho.

    Só para somar aqui, também fomos na GM e dirigimos o Vectra GT-X. Não tem nada a ver com o Punto ou Polo(etc..) por ser categoria diferente. Mas sinceramente ficamos decepcionados!!! O Vectra GT-X é um carro muito lerdo. As 2ª e 3ª marchas são looooongas demais. Pra vcs terem uma idéia, passei numa lombada com o vectra, engatei segunda e pisei fundo o carro não ía! Tinha um monza atrás de mim, vinho, caindo aos pedaços, tive que dar caminho pra ele passar sem brincadeira. Depois consegui subir o giro e ultrapassei ele. Mas meu? Complicado heeim? Comprar um carro de mais de 65 mil e passar por essa? Com certeza se tivesse toda essa grana compraria um SENTRA! ou um New Civic.

    Bom é isso aí! Desculpem pelo textão!

  49. Ney

    Juliano, que bom que vc passou as impressões reais do Punto. Afinal aqui no blog, com raras exceções, ele é apenas elogios. Dizem que é bom de curvas (vc disse que o Polo SEDAN! é melhor) isso deve ser devido a grande parte dos compradores do Punto terem vindo de carros sem boa dirigibilidade. Já postei quais carros dirigi na minha vida e afirmo que em dirigibilidade, a Ford está a frente de TODAS as montadoras. E essa é a questão principal para mim, sendo que logo em seguida vem consumo e valor do seguro. Como nenhum Fiat tem boa dirigibilidade (entenda-se como ágil nas manobras, sem moleza na suspensão), o Punto vem para retirar esta afirmação. Ainda não o dirigi. Pretendo dirigí-lo logo, afinal quero ter a certeza de que finalmente a Fiat está melhorando o SLALOM, a aderência, a dirigibilidade.
    Mas deixo uma ressalva para quem compra um Punto 1.8 que custa mais de R$50mil! É LOUCURA! Junta mais 5,10 e compra um carrão (Civic, Corolla, Sentra, Megane) ou mais um pouquinho e compra Jetta, C4 Pallas, Fusion… Esses “carrinhos” (no sentido do tamanho, porte, status e motorização) como Punto, C3, Fiesta, Focus, Vectra GT, etc não podem custar mais de 45mil completos. Essa é a minha opinião, muito racional. Se vc adorou o Punto, espera 1 ano que no mercado de usados eles estarão pelo menos uns 10mil mais baratos…
    Carro pequeno por esse preço só se ele fosse o 1.4 turbo Abarth…

  50. Rodrigo

    PUNTO 1.4 x Corsa 1.4 ???

  51. Rodrigo

    Vamos abrir um debate agora entre o
    Punto 1.4 x Corsa 1.4
    Avaliando tudo entre estes dois veiculos, qual dos dois é melhor atualmente?
    tendo em vista o motor, revenda, tecnologia, aceitação no mecado, custo, conforto, opcionais, etc.

  52. Alexandre Bozo

    Estou pensando em comprar um Punto mas a dúvida do motor persiste. Afinal de contas a diferença de preço anunciada no site da Fiat da ELX para HLX é de R$3160,00. Afinal de contas esse motor 1.8 bebe tanto a mais que o 1.4? Afinal de contas 115 cavalos torna o carro menos lerdo, penso ser a HLX melhor custo beneficio, o que voces acham?

  53. Juliano-DF

    Ney, carro usado??? Ninguém merece…

  54. Carlos

    Tem algo errado…
    O C3 ganhou um ponto misteriosamente na passagem de 1 dia para o outro!

  55. Marcio

    Flavio, entre fiesta e fox ficaria com fiesta, melhor em tudo.
    Entre astra e stilo, ficaria com o focus, bem superior aos dois.
    Dependendo da versão pode perder em desempenho para o astra, mas bate no câmbio, acabamento e suspensão, além de ser mais barato na verão 1.6.

  56. Marcio

    Meu problema com o punto tem a ver com o motor e segurança.
    Fiz o test drive e realmente não dá para engolir, meu clio 1.0 16v anda mais.
    Quando à segurança, se fosse a mesma plataforma do punto europeu seria perfeito, 5 estrelas, mas foi construído sobre o palio que já vi batido e retorce todo.
    De que adianta pagar mais de R$40.000 em um carro com nivel de segurança dos anos noventa?
    O focus é um carro seguro, o corsa é um carro seguro, polo é um carro seguro, o clio é um carro seguro, fiesta é um carro seguro, até mesmo a porcaria do fox é um carro seguro.
    Todos estes carros que citei, quando equipados com airbag são 5 estrelas no www.euroncap.com
    Quanto ao punto, vai saber…

  57. Marcio

    Inclusive, aqui no comparativo entre c3 e punto feito pelo site no quesitdo segurança o projeto do carro deveria ser levado em conta na hora das consideração e decisão sobre qual é o carro mais seguro.
    O C3 também é um carro bem seguro, quatro estrelas, e o punto?

  58. Alexandre Bozo

    Afinal de contas alguém tem um Punto HLX 1.8? Deixem suas impressões aqui como o consumo a gasolina, desempenho em estrada etc.

  59. Reginaldo Jr

    Alexandre Bozo a sua pegunta faz sentido! e já lhe respondo, o carro esta com uma fila de espera muito grande para a versão 1.4 Para a versao HLX esta maior com fila de aprox 120 dias. Quando fiz o test drive do Punto em um percurdo de +- 5km ele fez a média de 7km/l, porem não sei qual combustivel que tinha.
    Ney voce viajou agora… carro usado !
    Marcio, fala sério ! onde conseguiu fazer o test drive no motor 1.4, se a fiat só liberou para test drive a versão 1.8, e me diga onde um carro 1.8 anda mesmos que um clio 1.0
    Todos nos sabemos que o Punto é um carro que usa a plataforma do Palio, acredito que ninguem reparou nos pneus 195, é claro que deixa o carro pesado e consequentemente mais gastão, acredito que este pneu deva ser para corrigir a falta de estabilidade (da plataforma do palio) + os 110kg a mais do carro, onde gruda no chão. O Comentário do Juliano eu também tive a mesma impressão a direção do Punto mesmo hidraulica é um pouco pesada e no comparativo punto x c3 foi mensionado isso.

  60. Marcos

    Dependendo dos opcionais pedidos na versão 1.4 pode demorar mesmo, porque a fila de produção é grande. Quem não quer uma cor ou opcional especifico a entrega é mais rápida, podendo até conseguir veículos a pronta entrega.

    Sobre a versão 1.8, no ano passado a quantidade recebida da GM era pouca, o que gerou essa fila de espera enorme. Segundo informações que recebi a entrega dessa motorização será agilizada pois a quantidade de motores recebida está sendo normalizada.

    Quanto aos veículos de test drive das concessionárias, cada uma compra o seu, e no modelo e cor que quiser.
    Os veículos escolhidos e de propriedade da FIAT são os apresentados a imprensa, como por exemplo esse do teste dos 100 dias.

  61. Thiago

    A plataforma do punto não é a do Palio, pelo que lembro é customizada, baseada na plataforma original do punto europeu e principalmente na do idea..

  62. Thiago

    Retirando texto dos primeiros posts feitos pelos editores do blog, onde ele responde algumas duvidas:

    Plataforma

    Respondendo à dúvida de alguns leitores, o nosso Punto não é só a casca do europeu. Ele tem exatamente a mesma medida do modelo italiano, chamado Grande Punto, só que passou por algumas alterações a fim de facilitar e baratear sua produção no Brasil. De acordo com informações do nosso editor Daniel Messeder, um dos engenheiros italianos envolvidos na “missão Brasil” do Punto, afirmou que mesmo sendo milimetricamente igual ao europeu o carro tem plataforma inédita. Calma, ele explica. No conjunto de rodagem e suspensão dianteiro foram usados praticamente os mesmos componentes do Grande Punto, no entanto, do meio para trás o carro leva a estrutura usada no Fiat Idea e ainda herdou a suspensão do Stilo nacional.

  63. Reginaldo Jr

    Achei na internet um comparativo entre o Punto x C3 x Polo 1.6 segue o link

    http://www.zap.com.br/carros/dicas-materias-veiculos/comparacoes/default.aspx?mat=3998

  64. Marcio

    Quando digo que a plataforma é a mesma do palio, digo porque é derivada do palio, a mesma da idea.
    Dizem que a suspensão dianteira é igual à do punto europeu, mas a plataforma não tem nada a ver.
    É uma plataforma antiga e estruturalmente mais fraca como são as plataformas da década de noventa.
    Por exemplo, o fiesta MK5 tem 3 estrelas, o escort zetec, um pouco mais antiga, recebeu apenas duas estrelas.
    Os fabricantes estão investindo pesado em segurança e principalmente do final da década de noventa para cá a evolução é enorme.
    Tão grande que a euroncap ja pensa em modificar sua metodologia, não se sabe se a velocidade das colisões ou a pontuação.
    Com a metodologia atual quase todos os carros de grandes fabricantes atingem cinco estrelas, então é preciso encontrar uma forma de diferencia-los.
    Exatamente por conta desta enorme evolução quando nos empurram um novo carro com plataformas de dez anos de idade estamos perdendo demais, perdemos até com plataformas do início da década, que eram em sua maioria quatro estrelas.
    Pelo que tenho lido a coisa irá piorar ainda mais, a fiat e renault já começaram lançando carros que invadem a faixa acima dos R$40.000 com plataformas fracas, fiat por se antiquada e renault por retirar reforços estruturais da plataforma do clio III com a única intenção de baratear a construção.
    Lançar um carro novo e com plataforma nova como sandero/logan, e atingir apenas três estrelas é uma vergonha, nivel de segurança da metade dos anos noventa.
    Até 2001 nossos carros possuíam um acabamento de razoável para bom, até mesmo o uno, então a chevrolet nos testou e lançou o celta com interior de carrinho de pedal, aqueles para criança.
    Os brasileiros ignoraram este horror e compraram o carro, na cola dele chegaram novo fiesta, fox, gol G4, novo fiesta, novo vectra (inteiror podre para a faixa de preço), e talvez ainda esteja esquecendo de algum.
    Agora eles descobriram que brasileiro não dá a minima para segurança, e estão lançando carros com plataformas antigas como “novos”.
    Pelo que tenho lido, a chevrolet pretende utilizar a plataforma do celta para fazer o novo corsa(plataforma do corsa antigo, duas estrelas) ou a do chevrolet aveo, americano, carro coreano de UMA estrela, caixão de defunto ambulante.
    Então, pretendem lançar o novo corsa como astra, utilizando a plataforma do corsa atual, e como sabemos, já lançou o novo vectra sobre a plataforma do astra.
    A ford planeja fazer um novo carro sobre a plataforma do ka para o lugar do fiesta e lançar um novo carro para concorrer com o punto, provavelmente sobre a plataforma do fiesta atual, claro que este carro é mais caro do que o fiesta.
    A volks, apesar do acabamento ruim do fox ao menos etá respeitando mais o consumidor, ao invés de transformar o novo gol em fox irá fazer o contrário, o fox com airbag é um carro seguro, quatro estelas, espera-se que o gol seja igual.
    Mas finalizando, já escrevi demais, com estas elevações de status de plataformas antigas para carros novos, em alguns anos precisaremos comprar carros com preços equivalentes a R$45.000(preços de hoje) ou mais para termos acesso a plataformas do final dos anos noventa e inicio deste século, geralmente quatro estrelas.
    Carros como clio e corsa e fiesta, que podem ser comprados com menos de R$30.000 farão parte do passado, nesta faixa teremos carroças dos anos noventa em traje de gala.
    Este fenômeno e o fenômeno do acabamento decente desaparecendo ocorrem por culpa nossa, porque o consumidor brasileiro compra qualquer porcaria bonitinha que seja lançada no mercado.
    Depois de tudo o que falei sobre a plataforma do punto, pessoas interessadas no carro não deram bola, seguiram com outroas assuntos porque se o carro é ou não seguro não conta, o que interessa é que ele é LIIINDO!!!
    Maior prova disso é que consideram o punto melhor compra do que o focus, um carro impecávelmente bem acabado, melhor motor, suspensão perfeita, câmbio de ótimo nivel e SEGURO, forte estruturalmente.
    E mais irritado eu fico porque as revistas não estimulam a que as pessoas pesquisem a respeito, deveriam deixar o consumidor esclarecido porque enquanto não houver um pedido nacional por obrigatoriedade de airbag e abs nossos carros continuarão oferecendo estes itens como acessório de luxo.
    Somente para carros completos, top e se estes possuirem todos os opcionais, caso de fiesta de outros.
    Para uma porcaria de fox 1.6 vir com ar direção e o pack abs+ airbag é preciso pagar R$46.000 pelo carro, isso é uma obscenidade.
    O fox com airbag é quatro estrelas, sem airgbag é uma estrela.
    Sei que a mensagem ficou longa, mas é um desabafo, estou profundamente irritado com o que está para acontecer com nosso carros, e para piorar vejo as revistas coniventes com a situação, deveriam estar metendeo a boca no trombone e lutando para evitar que cheguemos a este ponto.
    Como dificlmente poderei comprar um carro de R$50.000, em um futuro próximo precisarei voltar a comprar carros usados, ao menos poderei comprar um modelo seguro.
    Ano que vem ainda terei a opção do focus, mas não sei até quando.

  65. Claudio K

    Ney. Sei que meus comentários quanto ao design e acabamento dos projetos nacionais da Ford podem ter ferido seu ego, imaginando que deva ter um KA. Sei o quanto é difícil ler criticas negativas quanto ao carro que temos na garagem. É parecido com times de futebol. E, a exemplo do futebol, as discussões quanto a gosto nunca terão fim. Fiz apenas meu breve relato de minhas preferências. Ninguém precisa concordar comigo, como também não precisa tomar “as dores” do carro que está na garagem. É importante sim vestir a camisa (tanto de seu time quanto de seu carro), mas entenda… isto aqui é um local para troca de idéias. Se você não aceita críticas para seu veículo, creio que este não é o melhor para você dispender seu tempo. Como o próprio Marcos Rocha lembrou, a Ford vem perdendo de lavada a muito tempo para os seus concorrentes diretos… portanto meu caro amigo, você é a minoria. Mas é importante existir a sua categoria - minoria - pois se não fossem vocês, teríamos falido uma concorrente a mais, podendo gerar aumento nos preços dos projetos de outras marcas, cujos donos são a maioria. Obrigado por você existir NEY!!!

  66. Claudio K

    Não querendo diminuir ainda mais a credibilidade do nosso famoso comentarista NEY…

    o nosso gênio da indústria automobilística comentou:
    (31 Dez 2007 às 1:00pm)
    “Ainda não o dirigi. Pretendo dirigí-lo logo”

    Isto depois de já ter efetuado inúmeros comentários negativos a um carro que desconhece.

    Se não bastasse, ainda comentou o seguinte:
    (31 Dez 2007 às 1:00pm)
    “Juliano, que bom que vc passou as impressões do Punto. Afinal aqui no blog, com raras exceções, ele é apenas elogios.”

    Deixa eu entender direito. O nosso gênio já tem as impressões REAIS de dirigibilidade do Punto sem ao menos ter dirigido a máquina? Foi isto que todos entenderam mesmo?

    Ney, volto a dizer, você só pode ser o
    GÊNIO DA LÂMPADA para conseguir realizar tal proeza!

    Abraços meu caro amigo!

  67. Victor

    aew hoje é o dia 3 dia do proximo comparativo …….

  68. Marcio

    Corrigindo um outro post que fiz.
    ————————————–
    O focus é um carro seguro, o corsa é um carro seguro, polo é um carro seguro, o clio é um carro seguro, fiesta é um carro seguro, até mesmo a porcaria do fox é um carro seguro.
    Todos estes carros que citei, quando equipados com airbag são 5 estrelas no www.euroncap.com
    ————————————–
    Na verdade são 4 estrelas, errei ao digitar.
    Abraços

  69. Carlos Eduardo

    Achei interessante o comentário do Márcio e entendo da mesma forma. A indústria nacional testa o consumidor, colocando no mercado veículos cada vez mais pobres, sem que isso signifique mais baratos. Quem se lembra do acambamento dos Gols quadrados da década de 80? Até mesmo o Uno ELX 1.0 anos 94/95 era agradável. Hoje para ter um acabamento mediano, temos que desembolsar mais de 45.000,00. As plataformas Frankstein vieram para ficar. Não que sejam ruins, pois as empresa não são loucas de colocar a vida dos usuários em extremo risco, mas que poderiam ser melhor, não há dúvidas. Teriamos, como consumidores, que nos organizar, protestar. Mas isso não vai ocorrer nunca em um País onde a indiferença faz seu reino. O que importa é “eu tenho, você não tem”. Se a Ford não vendesse mais nenhum Fiesta, que tem o acabamento horrível, talvez sentissem a necessidade de melhorar esse quesito. Mas isso nunca vai acontecer. Se a VW não vendesse mais nenhum Fox, outro carro sofrível, talvez mudasse. Mas isso nunca vai acontecer. Pois eles tem uma multidão sedenta por comprar o primeiro carro com “cheirinho de zero”. Abs.

  70. Ivan

    Caro Márcio, fico feliz em finalmente encontrar alguém tão inconformado com o quesito “plataformas do passado” quanto eu!

    Me irrita profundamente as pessoas acharem que “medidas milimétricas” do punto nacional serem iguais a do punto europeu significa que é um carro moderno e seguro ESTRUTURALMENTE… bullshit! Ah, e a “próxima nova grande sensação”, o Linea, será fabricado usando a plataforma alongada do Idea, que já é derivada do palio weekend, que é derivada do palio, de 1996… E o pior, esse carro vai custar mais de 50k! um absurdo!

    E o que a GM pretende fazer com o futuro corsa (astra)… sem comentários…

    Graças a Deus, pude deixar de comprar essas verdadeiras porcarias ultrapassadas! Pelo preço de um punto sporting, comprei um nissan tiida sl, que com certeza, é MUITO MAIS CARRO!!!

  71. ricardo

    Fiz uma viagem de BHte a Teófilo Otoni, Nordeste Mineiro,antes da virada do ano com meu Punto 1.4 com estrada lotada, às vezes tinha até que parar tamanho movimento. Todos que passam por minas sabem que este trecho é um dos mais sinuosos do Brasil. Muitas curvas fechadas, pontes em curvas, subidas etc e tudo em pista simples. Completei o tanque com 40 litros de gasolina até a “topa” que consequentemente tinha 08 litros de alcool (total do tanque 48 litros-abastecimento anterior tinha somente alcool). Não foi surpresa, como disse em comentário anterior, o computador de bordo ao chegar ao destino, marcou 10.2km/l. Fui ao posto completar novamente até a “topa” nas mesmas condições e mais uma fez comprovei a diferença mais clara ainda, coube 40. 6 litros de gasolina para 460km rodados, portanto, 11,33Km/l. Fiquei satisfeito com o consumo e com o desempenho, pois além de ter 20% de alcool na mistura fiz muitas ultrapassagens em situações de muita exigência do motor devido ao relevo e para compensar nos trechos que dava para pisar um pouco mais, pisei. Quanto ao desempenho volto a dizer aos novos proprietários de Punto 1.4 que aguardem mais um pouco, pois é impressionante como o meu carro melhorou após os 5.000Km, onde mais um vez verifiquei, pois tenho e tive veículos com motores Fire e outros motores,onde nos outros “amaciar não faz tanta diferença” quanto os motores Fire que melhoram demais após os 10.000/15.000 km rodados tanto no desempenho quanto no consumo. Hoje acho o motor muito bom, o que não achava quando comprei o carro. Outra coisa que percebi é que com gasolina o carro fica bem mais silencioso. Portanto, a única coisa que me decepcionou foi o computador de bordo que realmente marca entre 7 e 11 % felizmente para menos.

  72. Marcus Rocha

    Acredito o que falta no Brasil é a cultura de se descobrir qual carro é mais seguro. Há alguns anos atrás uma revista especializada realizou um crash test inovador no Brasil(não feito por montadoras). Colocou os principais carros, convocou as montadoras, realizou os testes com padrão europeu de segurança com anuência das montadoras e descobrimos que o cinto do Palio rompia ao choque frontal acarretando sérios danos ao boneco de teste.O que provavelmente reforçou a vitória da família de um cantor pernambucano Chico “Saiss?” que morreu ao colidir seu Uno e o seu cinto rompeu e o mesmo foi arremessado contra um poste(caso minha memória não me engana). Recentemente, o mesmo foi feito com o Fox brasileiro sem Air Bag com o Fox Europeu com Air Bag. Estas atitudes inovadoras deveriam ser encampadas por órgãos do governo ou privados como o CESVI.

  73. danilo

    eu to em duvida se compro um punto 1.4 ou 1.8 a diferença de preço eh pouca so ao sei no consumo

  74. Elisson Furtado

    Caro Ricardo,
    também peguei a 381 sentido BH Ipatinga e fiquei 45 minutos parado em engarrafamentos, mas estava rodando somente com álcool. Tive oportunidade de ultrapassar muitos carros em subida nas curvas. A estabilidade do carro é muito boa, o desempenho me surpreendeu pelo volume de carros e pelas condições da estada, que é muito sinuosa e com muitas subidas, além do grande fluxo de caminhões. O carro perde um pouco do desempenho pelo baixo torque do motor, mas se mantiver os giros em torno de 4000 rpm, ele rende bem. Forçando um pouco, o consumo vai pro espaço. Só que mesmo no estresse da estrada cheia, a posição de dirigir é bastante confortável. Quanto ao computador de bordo, tenho percebido uma diferença de 10% em relação ao consumo boca a boca.

  75. Reginaldo Jr

    Ricardo em sua viagem vc estava com o ar condicionado ligado ? quantas pessoas no banco traseiro.

  76. Marcio

    Hehehe, fico feliz em encontrar respaldo na minha irritação.
    Os fabricantes são empresas privadas que visan lucro, não nos fazem favores, e quanto maior for o lucro obtido por eles melhor, para eles claro.
    Se o consumidor não exige, eles não entregam, simples assim, se eles sabem que podem vender carros com acabamento ruim e lucrar mais, porque nos entregariam um acabamento bom:
    Se sabem que não ligamos para o fato de um carro possuir plataforma antiga e ser inseguro, porque irão diminuir sua margem de lucro oferecendo carros realmente modernos?
    Eles estão indo com a maré e ganhando mais.
    Se o consumidor não comprasse gol, celta, palio, fox, fiesta, logan, sandero, punto e outros que são ordinários e bonitinhos, garanto para vocês que teriamos carros modernos e atualizados na concessionárias.
    Com o atual nivel de vendas do nosso mercado não há duvida de que ele comporta investimentos maiores e carros mais caprichados, estamos comprando muito.
    Ontem ainda estava pensando em um ponto, e vou me dirigir a quem pretende comprar carros como punto, sandero, logan, palio etc…
    Vocês que possuem familia e estão optando pelo carro mais bontinhos e modernoso talvez não tenham parado para pensar que estão colocando em risco a vida dos seus filhos e esposas.
    Se o palio/punto sofrer uma batida lateral no lado do passageiro, e a sua esposa estiver neste banco, a culpa sua morte, invalize ou séris ferimetnos será sua.
    Na hora da compra o único critério utilizado foi o fato de o carro ser bonitinho, moderno, ser lançamento…
    Os critérios importantes, incluindo principalmente segurança, não foram levados em conta.
    Esta mensagem vai também para respondeu para mim que punto valia mais a pena do que focus.
    O punto é mais bonito, o focus tem visual defasado etc, etc…
    Esta pessoa estará deixando de comprar um grande carro, muito seguro estruturalmente, para comprar uma casquinha bonita.
    Se não pode comprar um focus com airbag, com R$44.000 é possivel comprar um polo com airbag, abs, ar e direção, e que além de todos estes opcionais entrega um item de série importantíssimo.
    Ele é seguro estrutualmente, aguenta uma batida lateral como um carro desta década deveria aguentar.
    Parem para pensar quando forem comprar seu próximo carro.
    Abraços

  77. Thiago

    Só não entendi aonde está a prova de que o Punto (e outros modelos citados) não são seguros..

  78. Thiago

    Outra coisa é o apelo emocional de que a culpa de algum dano ao passageiro é de quem comprou o carro.. Não há garantias de que um carro mais seguro salvará uma vida.. a chance é maior CLARO, mas culpar o dono do carro?

  79. ricardo

    Caro Reginaldo Jr.,

    Eu e mais três. Portanto, quatro adultos, sendo que um deles com peso superior a 100kg. Todo o percurso andei com o ar condicionado ligado, como sempre ando, exceto no inverno.

  80. Reginaldo Jr

    valeu Ricardo ! Estou cada vez mais convencido que escolhi o carro certo, não vejo a hora de chegar o meu (+/- 20/01) ! outra duvida, o carro vc acha barulhento ? pois fiz o test-drive no HLX 1.8 e “pisei” com vontade com os vidros abertos e não achei barulhento. pelo que percebi pelos post que ele é mais silencioso na gasolina.

  81. Luiz Carlos

    Eu concordo com a idéia que as montadoras estão vendendo carros cada vez mais simples e mais caros. É so olhar para trás, gol (lebram do GTS e GTI), Kadet GSI, Uno 95 e outros.
    Infelizmente temos não só que ficar indignados com o alto lucro das montadoras, mas também dos impostos do governo que chegam a morder mais de 40% do preço do carro.
    Seria fácil parar de fabricar carros simples, o mais barato seria a partir de R$ 50.000,00.
    Isto seria justo, simplesmente as glasses sociais menos favorecidas não poderiam masi comprar carro zero aumentando ainda masi esta diferença social absurda neste pais.
    Se o governo tomase vergonha na cara e tirase estes impostos absurdos, um Punto poderia custar R$ 30.000,00 completo. Já seria um preço interessante para o tipo de carro.
    não é só com a montadora que temos que ficar indgnado, mas com quem realmnete esta feliz com tudo isso, o governo. Já se esqueseram o quanto de imposto pagamos pela pior gasolina do mundo e uma das mais caras.
    Veja o quanto custa na Europa um Punto completo e veja a renda da população, sálario mínimo. É fácil entender o por que os carros de la são melhores, mesmo sendo iguais os fabricados aqui.
    O Punto nacional tem um acabamento muito inferior ao Europeu, o painel é totalmente diferente.

  82. Lucas

    Eu também concordo que a culpa é mais do governo do que das montadoras.

    Este problema na oferta de carros melhores existe há muito tempo no Brasil. E nunca muda.

    Não muda porque? Porque ninguém é maluco de deixar de comprar oras. Vamos fazer o que? Sair andando a pé? Viajar de mochilão? Comprar carros superiores (realmente bons) e ficar sem dinheiro pra morar numa casa melhor?

    Quando o problema está além do que a população possa fazer alguma coisa, é o governo que tem que tem entrar no jogo. Porque existe o CADE? Justamente pra evitar monopólio e o abuso do consumidor.

    E o governo, ao contrário, apenas contribui para que o problema fique ainda maior, com os juros baixos (que estão aumentando muito os financiamentos para compras “a perder de vista” de carros) e impostos abusivos.

    Só espero que o fim da Cpmf não seja compensada com o aumento de IPI.

  83. Marcio

    Thiago, a resistência estrutural está diretamente ligada á plataforma do carro.
    Como expliquei antes, se olhares o testes do euroncap os carros mais recentes com plataformas modernas estão atingido 5 estrelas, com raríssimas exceções.
    No mesmo site podes constatar que projetos do final dos anos novente e inicio deste século geralmente atingem 4 estrelas.
    Os projetos do início até o meio dos anos novente atigem duas ou três estrelas, alguns casos uma.
    A evolução é progressiva, se o carro utiliza uma plataforma antiga esta é menos segura do que uma plataforma moderna.
    Quando a euroncap começou a fazer estes testes a segurança dos carros era muito pequena, e como na europa o consumidor é esclarecido e se importa com a segurança do carro os fabricantes passaram a utilizar o euroncap como propaganda do carro.
    Investem no desenvolvimento da plataforma e enviam o carra para teste, este fato estimulou muito esta evolução, houve investimento.
    Já aqui, não existem testes regulares e o consumidor não liga para estes “detalhes” esta preocupação está deixando de existir, tanto.
    Maior prova é que no final dos anos noventa foram lançadas várias plataformas modernas e seguras, clio, fiesta e corsa são três.
    Como o mercado não pede chegaram sandero e logan com pouca segurança, e os futuros corsa e substitudo do fiesta irão derivar da plataforma dos antigos fiesta e corsa, muito menos seguras, as atuais serão utilizadas para carros mais caros.
    Eles descobriram que Brasileiro compra apenas visual.

  84. Marcio

    A diferença de segurança entre carros de projeto moderno e projeto antigo é enorme.
    Se olhates o crash test do ka irás descobrir que em uma batida que o passageiro de clio, fiesta, corsa e polo não sofreriam nada, o passageiro do ka sofreria um ferimento possivelmente fatal, está escrito na página do teste.
    Dois anos atrás uma S10 atravessou a preferencial e bateu na porta do meu clio anterior, a batida foi tão violenta que fui jogado sobre a calçada.
    A coluna lateral do clio cedeu menos de 1cm, não sofri nada e frente da S10 ficou arriada.
    Pouco depois estava conversando com o representante da seguradora e disse, nesta palavaras exatas, “se estivesse em um pálio estaria fodido né?”, e o cara respondeu,”não sei se tanto, mas estarias indo para o hospital com certeza”.
    Cansei de ver palios batidos com a estrutura toda retorcida, até o lado oposto ao da batida entorta.
    Um tio meu morreu com uma destas batidas laterais, ele tinha um gol, e o acidente dele foi sometne um pouco mais violento do que o meu, e ele foi atingido por uma parati, eu por uma S10.
    Indo direto ao ponto, se eu compro um pitbull para ser o cachorro de estimação do meu filho (que não tenho, não sou casado) estou assumindo o risco, se o pitbull um belo dia acordar de mau humor pode acontecer uma tragédia, e será culpa minha.
    Se eu compro um carro sem me preocupar com a segurança, e por conta disso um acidente uqe poderia não causar maiores consequências acaba também se transformando em uma tragédia, a culpa também é minha.
    Eu não provoquei o acidente, mas comprei um carro inseguro e pus a minha familia dentro dele.
    Se não pesquisei sobre o assunto talvez nem saiba que meu carro é inseguro e que sou culpado, mas sou.
    Se li sobre o assunto, fui avisado, e mesmo assim comprei o carro, então não há a menor dúvida de que a culpa é minha.
    Conheces a diferença entre um assassinato culposo e doloso?
    No doloso eu tenho a intenção de matar, no culposo eu não tive esta inteção mas um ação praticada por mim resultou na morte de uma pessoa, mesmo assim sou culpado

  85. Marcio

    Lucas, até algum tempo atrás existiam várias boas opções a preços bons, esta opçoes estão escasseando porque os fabricantes descobiram que o consumidor aceita qualquer porcaria, então gradativamente estão substituindo os bons carros por carroças.
    POr exemplo, quando o celta foi lançado todos os concorrentes possuiam acabamento de boa qualidade, mesmo assim o consumidor comprou o celta, e depois disso vieram vários carros mal acabados.
    Se o celta houvesse sido um fracasso o mal teria sido cortado pela raiz, não teriamos fox, gol G4 e fiesta atual com o acabamento que eles oferecem.
    Na faixa abaixo de R$30000 hoje temos clio e 206 como opções de carros com acabamento superior aos concorrentes e ainda seguros.
    Na faixa de R$30000 a R$40.000 temos carros como o clio (ainda), fiesta e corsa, clio e corsa com bom acabamento e seguros, fiesta apenas seguro.
    Acima de R$40.000 temos polo com acabamento razoável por R$41.000 com ar e direçaõ além do focus com acabamento impecável, suspensão nota 10 e também seguro.
    Percebeste que ests carros, todos, vendem pouco, ou pouco mais do que isso?
    O consumidir opta por celta, palio, gol, punto e até logan, compra exatametne os carros mais defasados e e inseguros.
    Fazem isso porque são carros que estão sempre mudando de visual, sempre são novidade, e é apenas isso o que atrai o consumidor.
    Não é preciso gastar uma fortuna, nestas três faixas de preço existe ótimas opções, basta querer comprá-las.

  86. Lucas

    Ok Marcio, agora sim você me deu opções. Assim podemos tentar fazer algo para mudarmos a situação atual.

    Mas você, assim como eu, fazemos parte dos 1% que se informam um pouco mais. Tenho um 206, estou querendo trocar, mas os preços inflacionados de carros me fazem ter dó do meu dinheiro frente às opções. Temos opções boas, mas o preço subiu além da conta. Claro não podia ser diferente, financiamentos nunca antes vistos, demanda alta, preço alto. E… acabamentos piores.

    Ainda acho que o único que pode mudar algo neste setor é o governo.

  87. Carlos Eduardo

    Marcio e Lucas e demais interessados, talvez fosse o caso de cutucar o IDEC, o PROCON… Da mesma forma que a publicidade faz com que se vendam carros ruins, pode trazer à tona a “má qualidade” desses veículos. O problema é que nenhum desses órgãos irá comprar essa briga. Veja o exemplo do Fox nacional x Fox exportado. O assunto morreu, a VW falou que era seguro e ficou por isso mesmo. Tenho um Fox (que foi comprado pela minha noiva e por enquanto é o nosso único carro). Só o ponto cego proporcionado pela coluna do parabrisa já seria, na minha opinião, suficiente para banir esse carro do mercado. Mas vende né? A Volvo começou a desenvolver seu conceito de segurança muito antes de qualquer exigência governamental. Fez isso pensando nos seus consumidores. Agora, pelo visto, aqui…

  88. Thiago

    Fox vende, e muito! Assustei quando vi os numeros, como ele nunca me chamou atencao, eu nao imaginava que tinha feito tanto sucesso..

  89. Gustavo

    Outro problema que eu vejo no Polo é o fato de que ele vai ser reestilizado ou modernizado em 2010, enquanto o Punto deve durar até 2011 ou mais, porque acabou de sair.

    Então, se eu comprar um Polo hoje, pensando em ficar com ele cerca de 3 anos, vou sofrer uma desvalorização de 20% em 2010 e ficar amargando o preço da revenda (isso se o Punto não se confirmar um prego de caixão, daí eu perderia na revenda de qualquer jeito).

    Realmente a dúvida que existe hoje é só entre Polo e Punto, que, na minha opinião, são carrocinhas aceitáveis brasileiras.

    Só de ver o site da vw americana e constatar que o Polo se chama Rabbit, tem motor 2.5 e custa uns US$ 17k, dá desânimo nesse país.

    A solução mesmo é ganhar mais grana e comprar um C30 que é um carro sério e com um preço razoável pelo que ele oferece = proteção ao bem mais valioso dele, o motorista.

  90. {Cheap Football Jerseys

    …Click here for or more Information…

    […]The total glance of your site is great, let smartly as the content![…]…

Deixe um comentário

Atenção: comentários ofensivos e que contenham agressões pessoais a outros participantes serão deletados.